Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2017

Ilusões Evangélicas. Pseudo Crescimento. Efeito Bolha. Estatísticas Pontuais e minha missão de Aprender com a Realidade do Evangelho!

Imagem
Ilusões Evangélicas. Pseudo-Crescimento. Efeito Bolha. Estatísticas Pontuais e  minha missão de Aprender com a Realidade do Evangelho!
Deus dá sonhos não ilusões, declarou alguém!
 Cheguei à Portugal em 1992. Tenho observado que estamos vivendo atualmente uma das mais graves crises nos países periféricos da Europa, os  chamados PIGS(Portugal, Irlanda, Grécia e Espanha). Os jovens com menos de 30 anos não sabem o que é uma crise, ao contrário de seus pais e avós que atravessaram e enfrentaram muitas delas. Tem sido um verdadeiro choque financeiro e emocional para todos. Eu mesmo com minha família, estou me adaptando à um novo estilo de vida, tendo que me sujeitar a mudanças significativas de gestão diária, como também a maioria das pessoas que estão dentro do nosso nível de relação e fazem parte de nossa comunidade de fé e também de amizade. Portugal em particular viveu um sonho imposto pelo resultado de fazer parte da U.E de receber diariamente milhões de euros de investimento para prog…

"O Deus que o Dogma Matou!"

Imagem
“Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.”   Isaías 55:8,9
Acredito que o que mais pode dar consciência que Deus possa ser Deus é a própria consciência no simples fato de crermos  Nele  sem precisar explica-lo! Nossa linearidade e sistematização de pensamentos acerca de sua natureza, criação, ação e atuação virou nosso dogma explicativo do inexplicável.
Deus é inexplicável e só pode ser compreendido e experimentado no recôndito de nossa experiencia pessoal batizada pelo amor. Deus é amor! 1 João 4:8
Na maior parte das vezes tenho visto que nos apegamos muito mais as superstições acerca de Deus do que realmente crer Nele pelo simples fato de ser Ele mesmo um Ser misterioso, incognoscível, ininterpretável, que habita em Luz inacessível à…

"UBIQUAR DA SOCIEDADE DESCARTÁVEL!"

Imagem
                    "Sociedade Descartável!" 
...“redefinir o sentido da modernidade, redefinir o significado de felicidade”,..."Arundhati Roy
Comprando com minha esposa alguns itens de uso diário para nossa casa, em uma grande superfície(Hiper Mercado), deparei com um informativo que propunha que tal empresa estava também trabalhando planos de saúde. Comentei com minha mulher que cada vez mais essas Megas Empresas estão engolindo todos os ramos de necessidade básica da sociedade e daqui mais algum tempo, seremos os frangos de granja condicionados a comer sem outra alternativa as rações diárias, impostas, goela abaixo! Fico a pensar, aliás, como exponho  no comentário abaixo:

"Espera-se que todo o mundo deseje as mesmas coisas, vista as mesmas roupas, acredite na mesma propaganda, aspire aos mesmos ideais e comporte-se do mesmo modo. Cada país, cidade, vila e aldeia é vista como um mercado, cada pessoa como consumidor a ser completamente explorado, sugado e descartado.

"Bíblia. Texto.Escritura. Inspiração Plenária.Inspiração Parcial. O Verbo e eu!"

Imagem
Antes da canonicidade dos escritos apostólicos, havia os escritos apostólicos que depois de agrupados se tornaram canonicamente a Bíblia do Novo Testamento, posto que antes dos Escritos a Palavra/Verbo/Cristo era experimentada e experienciada pelo simples fato testemunhal do próprio testemunho do Verbo na sua ação e atuação na alma humana, sem necessidade nenhuma de dogmatizar exteriormente a fé, que uma vez imperada e interiorizada no coração, em consciência, se tornava regra de fé e prática.  Anos depois, por questões de esclarecimentos internos nas comunidades da fé, o privilegio de ter recebido o primeiro desses  escritos do Novo Testamento, em forma de carta, foi à comunidade de Tessalônica. Paulo evangelizou a Tessalônica no período da segunda viagem missionária, Atos 17:1-10. No verão do ano 50 d.C. Nesta viagem Paulo foi forçado a trocar seu percurso por ataque dos Judeus e dirigiu-se então para Bereia, depois Atenas e Corinto. Em sua permanência na cidade de Corinto no período…

"EVANGELHO, TATUAGENS, MAQUINAGENS, E.Ts E OS ATORES QUE NÃO SABEM QUEM SÃO!"

Imagem
O Evangelho não é tornar-nos num outro ente, mas sim, trazer o "Outro Ente",Cristo, a nós! Significa sermos "nós mesmos um com Ele" e nos aceitarmos com Ele o que somos sem estereótipos! Vejo uma geração tatuada, plastificada,maquiada,maquinada, envernizada e cibernética, de tanta gente que, no seu psiquismo, deseja na verdade ser um outro, um ente E.T, usando de "subterfúgios atrativos" em nome de uma pseudo causa evangélica à qual não somente "des-personifica" o próprio Evangelho como também "des-personifica" os seus atores!"
Bonani

"MEU UTÓPICO REAL CAMINHO!"

Imagem
Já vivi muitas situações e caminhadas na vida. 
Quando de minha decisão em seguir o "Caminho" "Cristo" e seu "Evangelho", por muitas muitas vezes vozes externas e vozes internas tentaram me convencer que esse meu Caminho era utópico. Mesmo em meio ao rebombar dessas vozes, segui o Caminho. Pensando bem: pensar sobre utopia em si mesmo é exercitar um pensamento utópico, pois nem mesmo a utopia se explica, pois ela mesmo em si é decididamente um caminho!  Faz me lembrar de um pensamento:

"O que é Utopia? Está no horizonte. Caminho dois passos, ela se afasta dois passos, me aproximo dez passos, ela se afasta dez passos. Para que, então, serve a utopia? Para caminhar!"

Existe um Deus mais utópico do que o meu, que chama as coisas que não existem para ser qualquer coisa? Romanos 4:17

Bonani

"Cruz: O Paradoxo Divino da Morte-Vida da Vida-Morte!"

Imagem
"3 Cruzes, 3 Decisões Da esquerda, rejeitou...
Do Centro, Se ofertou...
Da direita, Se arrependeu... Morreu para nos Salvar, Ressuscitou para nos Transformar.
Dos Céus para uma Manjedoura...Da Manjedoura para a Cruz...Da Cruz para o sepulcro...do sepulcro para nosso interior." Rafael Gardin
"Que linda analogia temos aqui. Na verdade não há como fugir da Cruz. Haverá sempre na alma do homem a Cruz. Essa é a batalha ontológica da existência. Todas elas são escolhas, somente uma se torna o paradoxo divino da Morte-Vida ou da Vida-Morte!" Bonani

"ADORAÇÃO EM VIDA OU EM EN-VENTO!

Imagem
A comparação é forte e só os fortes entenderão.
Realizar uma Celebração de Adoração ao Senhor da Vida necessitando de luzes de Néon e aparatosa geringonça musical que estimula a alma por alguns minutos; é como usar um ecstasy que produz euforia momentânea ou mesmo uma boneca insuflável para um momento de tara sexual. O que resta de tudo isso na maioria das vezes é o "vento do evento", ou seja, "en-vento!"
BONANI

DEUS É IMPOSSÍVEL... ( o Absurdo do óbvio!)

Imagem
DEUS É IMPOSSÍVEL!... Sem fé é impossível agradar a Deus! Sim, pois sem fé não há como o finito se relacionar com o infinito, posto que o infinito não caiba na lógica finita, e, portanto, apenas a fé pode acessar o Impossível/Infinito.
Ora, Deus é Impossível e Absurdo!... Deus é tanto Óbvio como Absurdo!... Ele é Óbvio porque sem palavras e sem demonstrações é mais que Possível pensar que haja Deus como causa da vida e de todos os sentidos que dão razão para ser e existir — todavia, é assim exclusivamente em razão do Absurdo! Ou seja: A existência é tão complexa e absurda que se torna óbvio que ela somente exista em razão do Absurdo; o que é Óbvio. Assim, se é o Absurdo que faz algumas pessoas não crerem em Deus, é também pelo Absurdo que eu, por exemplo, creio Nele de modo Óbvio. A existência é tão Absurda que faz Deus Óbvio... Entretanto, o Óbvio/Deus só pode ser entendido como não entendimento do Absurdo; ou seja: pela fé. O entendimento do Absurdo, todavia, só acontece pela compreensão d…

"A MORTE JÁ MORREU." (Considerações importantes sobre a morte e sua resignificação.)

Imagem
Parafraseando Jesus: ...a morte dorme e eu vou acordá-la. João 11.11 A ideia da morte De todas as experiências humanas, nenhuma traz mais implicações e inquietude do que a idéia da morte e o medo que ela inspira. Nem as doutrinas filosóficas ou as religiões, e nem mesmo a ciência foi capaz de aplacar a angústia que a consciência da finitude promove. Por isso nós, ocidentais contemporâneos, a negamos, e negamos das mais variadas maneiras, ansiosos por idéias vitais que resolvam nossas tensões e que nos dão a sensação – falsa – de a estarmos domando. Porém, negar essa realidade ou fugir de qualquer reflexão sobre a morte não a evita como bem colocou Ariès: “Não é fácil lidar com a morte, mas ela espera por todos nós… Deixar de pensar na morte não a retarda ou evita. Pensar na morte pode nos ajudar a aceitá-la e a perceber que ela é uma experiência tão importante e valiosa quanto qualquer outra” (ARIÈS, 2003, p.20) Hennezel e Leloup (2005) acreditam que as pessoas precisam entender que a m…